23 de novembro de 2017

Como eu já contei um pouquinho no post anterior, Grand Cayman é um dos lugares que a gente passa um dia no cruzeiro mas fica com aquele gostinho de quero mais! É um lugar que eu não tenho dúvidas que irei voltar para ficar no mínimo uma semana!

A estrutura turística lá é muito bacana! Existe uma rede hoteleira com vários tipos de hotéis para todos os bolsos. Há resorts caríssimos, mas dando uma pesquisada rápida, você também não tem dificuldade para achar hotéis muito bacanas e com preços aceitáveis. Por exemplo, encontrei nesse link uns resorts três estrelas por 600 reais a diária!

Tem muita opção também de restaurantes e bares para sair a noite e também barracas de praia com uma estrutura muito boa para passar o dia! Quando fui, passei o dia na Tiki Beach como contei no post anterior.

Há várias atividades muito bacanas de se fazer por lá e então Grand Cayman é uma opção bem legal também para quem tem filhos pequenos. Tem passeios imperdíveis, que eu fiquei morrendo de vontade de fazer mas que jamais dariam tempo de se fazer em um dia de parada de navio.

O Stingray City é um desses passeios que irei fazer quando voltar. É uma colônia de arraias, sendo o único lugar do mundo que você pode nadar com elas em seu ambiente natural. O Dolphin Cove é um espaço para interação com golfinhos, mas completamente diferente de muitos que a gente vê por aí (e eu odeio). Nesse local, eles não ficam presos em tanques!!! Há uma espécie de cercado com integração total ao oceano onde os golfinhos vão e vem sempre que quiserem. Olha de demais, gente!

Tem também por lá o Turtle Farm, o “projeto Tamar” deles em que há o cuidado, preservação e educação ecológica voltado às tartarugas marinhas.

Empresas que oferecem todo tipo de mergulho também há várias por lá. A diversidade de peixes e vida marinha do Caribe é absurda, e nas ilhas Cayman é muito possível de apreciar tudo isso. Você pode fazer mergulho com snorkel, com cilindro e tem até opção para aqueles que não quererem se molhar: há um passeio de SUBMARINO (!) para conhecer o mundo subaquático caribenho realizado pela empresa Atlantis Submarine!

E aí, aquela pessoa que com quem você compartilhou o post anterior se animou de te levar? Se não, marca ela de novo aqui para ver se definitivamente você não a convence! rs

Compartilhe com os amigos:
Comentários Fechados

  • Ilhas Cayman – George Town
  • Viagem de Navio – Dicas de Bordo
  • Planejando uma Viagem de Navio
  • 23 de novembro de 2017

    Ahhh, as Ilhas Cayman! Posso dizer, sem hesitar, que foi um dos lugares mais lindos que já visitei em toda minha vida!

    Como foi o lugar que eu mais amei nas paradas que eu fiz nos Cruzeiros pelo Caribe eu vou fazer dois posts sobre esse lugar. Esse primeiro, contando sobre o meu dia na ilha e esse outro falando da possibilidade (e da minha intenção, rs) de ficar mais dias por lá, para conhecer melhor e mais a fundo a ilha toda!

    A nação Ilhas Cayman é composta por três ilhas: Grand Cayman, Cayman Brac e Little Cayman. O Freedom of the Seas parou na capital George Town, localizada em Grand Cayman, a maior ilha do arquipélago.

    Assim que descemos do navio, já temos uma ótima surpresa! A região do porto é linda e cheia de lojinhas! Muitas delas são isentas de imposto (Duty Free) e há também várias lojinhas de grife. Para quem curte compras, é um super shopping a céu aberto, com o mar maravilhoso do Caribe a sua volta. Mas, como sem dúvidas o meu foco nessa parada era conhecer as belezas naturais desse paraíso, passei rapidinhos por essa parte.

    Nessa parada, optamos por fechar o translado do próprio navio para passarmos o dia na praia mais famosa da ilha: Seven Mile Beach. O preço desse translado provavelmente saiu um pouco mais caro do que se tivéssemos pegado um taxi na saída do porto, porém, a vantagem é que você tem garantia que irá embarcar de volta no navio, independente de qualquer imprevisto na ilha. O navio se compromete a esperar os hospedes que fecharam passeios com eles, e assim você não precisa ficar preocupado em voltar a tempo, que horas tem que pegar taxi, etc. Dessa forma, você realmente passa o dia tranquilo, focado apenas em curtir o dia nesse paraíso natural!

    O ônibus deixou a gente na barraca Tiki Beach. Com uma estrutura muito boa e preços bem bacanas!

    Agora sobre a praia… Como descrever esse paraíso? Mar azulzinho mais-estilo-Caribe impossível, cheeeeeio de corais bem no rasinho que permite você passar o dia olhando as inúmeras espécies de peixinhos coloridos e diversos. Na barraca havia a possibilidade de alugar snorkel por um preço bem acessível! Na praia havia também o aluguel de Stand-Up Paddle, e claramente eu não deixei de aproveitar esse esporte que eu gosto tanto! Lembro que fiquei tão distraída, vidrada e encantada com aquele mar azul e tranquilo, que até tomei bronca do moço de jet ski por estar ultrapassando o limite permitido para StandUp, rs! Realmente foi inesquecível remar naquele paraíso e por isso recomendo muito!

    No fim da tarde, voltamos para o navio, com a certeza de que esse será um destino que eu voltarei em breve! Para conhecer todas as praias e aproveitar a fundo toda a estrutura que descreverei mais no próximo post!!

    Compartilhe esse post com aquela pessoa que você levaria para passar uns dias nesse paraíso.. Vai que essa pessoa se empolga e te anima a te levar logo? rs

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários Fechados

  • Animal Kingdom
  • Planejando uma viagem para a Flórida – Parte 2
  • O mundo de Harry Potter